Posts

Participação do CTBE na Fenasucro incluiu palestras e aproximação com o setor

Laboratório contou com painéis em fóruns de produtores e ampliou visibilidade do CTBE/CNPEM no coração do setor sucroenergético
Print this pageEmail this to someoneShare on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O CTBE participou entre os dias 22 e 25 de agosto pela primeira vez da FENASUCRO/Agrocana, maior feira do mundo deste segmento. A participação do Laboratório se deu através de um estande, montado em parceria com a multinacional Infors HT, que levou dois equipamentos de bancada – um agitador e um fermentador de última geração – e apresentou também todo o processo de obtenção do Etanol de Segunda Geração.

Gonçalo Pereira, diretor do CTBE, em entrevista ao programa AGRO Record; assista (CTBE/CNPEM/Erik Nardini)

A participação do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol, que integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), foi decisivo para ampliar a visibilidade do CTBE e diminuir a lacuna que existe entre a ciência básica e o setor produtivo. O Laboratório foi o único, dentre uma centena de expositores, que apresentou processos inéditos e levou o que há de mais avançado em termos de ciência aplicável ao agronegócio.


Henrique J. Franco, coordenador da Divisão Agrícola em palestra durante Fórum dos Produtores da Orplana/DATAGRO (CTBE/CNPEM/Erik Nardini)

O estande do CTBE destacou toda a vanguarda do trabalho que tem sido executado por suas divisões: soluções nas áreas de mecanização, agricultura de precisão, engenharia molecular, inteligência de processos, melhores práticas industriais e fermentação. Todos os processos foram exibidos em um “aquário” de nove metros quadrados no ambiente da Arena do Conhecimento. O Laboratório apresentou ainda as últimas edições dos Boletins CTBE e a Cartilha da Bioeletricidade, produzida com base nos resultados do Projeto SUCRE.

Do ponto de vista educativo foram dois Workshops: um sobre Bioeconomia, do qual participaram coordenadores das divisões e o diretor do CTBE, Gonçalo Pereira; e um fórum internacional de produtores organizado pela Orplana e pela DATAGRO, do qual participou Henrique Junqueira Franco, coordenador da Divisão Agrícola do Laboratório.

O Workshop foi conduzido com vistas a permitir o diálogo entre a iniciativa privada e os órgãos de pesquisa com discussões que abrem caminhos para que o Brasil se torne cada vez mais um País sustentável, autossuficiente em geração de energia e exportador de tecnologia. Participar da feira é um marco na história do CTBE.

Estande do CTBE na FENASUCRO foi montado na Arena do Conhecimento (CTBE/CNPEM/Erik Nardini)

O CTBE mobilizou pesquisadores, analistas e coordenadores em uma força-tarefa que foi capaz de levar ao core do agronegócio todas as inovações realizadas pelo Laboratório. Essa importante iniciativa está alinhada com a atual missão do CTBE em disseminar conhecimento e estreitar laços com o setor sucroenergético, potencializando a ideia de que um Laboratório Nacional deve estar sempre em sintonia com os setores.

Sobre o CTBE

O Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O CTBE desenvolve pesquisa e inovação de nível internacional na área de biomassa voltada à produção de energia, biocombustíveis e bioprodutos. O Laboratório possui um ambiente singular no País para o escalonamento de tecnologias, visando a transferência de processos da bancada científica para o setor produtivo, no qual se destaca a Planta Piloto para Desenvolvimento de Processos.