Springer publica livro sobre Biorrefinaria Virtual do CTBE

Obra em pré-venda apresenta ferramenta de avaliação de impactos de novas tecnologias em biorrefinarias.
Print this pageEmail this to someoneShare on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A editora Springer realizará em janeiro de 2016 o lançamento mundial do livro “Virtual Biorefinery: An Optimization Strategy for Renewable Carbon Valorization”. A pré-venda já está disponível no site da editora.

A obra apresenta de forma concisa a estrutura e os resultados dos primeiros anos de operação da Biorrefinaria Virtual de Cana-de-açúcar (BVC). Essa ferramenta de simulação computacional desenvolvida pelo Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) possibilita avaliar tecnicamente a integração de novas tecnologias na cadeia produtiva de cana, nos três eixos da sustentabilidade: econômico, ambiental e social. Dentre as tecnologias avaliadas pela ferramenta estão o etanol celulósico (segunda geração), produtos derivados da química verde, novos manejos agrícolas para a cana-de-açúcar e diferentes estratégias de comercialização e uso do etanol como biocombustível.

A produção do livro foi coordenada por quatro editores, Atonio Bonomi e Otavio Cavalett, do CTBE, e Marco Aurélio Pinheiro Lima e Marcelo Cunha, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Mais de uma dezena de autores atuaram na produção do conteúdo dos nove capítulos, que totalizam 285 páginas.

O coordenador da Divisão de Avaliação Integrada de Biorrefinarias (AIB) do CTBE e responsável pelo desenvolvimento da BVC, Antonio Bonomi, explica que o grande diferencial da ferramenta é a possibilidade de integrar dados de toda a cadeia produtiva relacionada à produção de etanol de primeira e segunda geração, ou de outros compostos oriundos da cana-de-açúcar. “Ferramentas desse porte costumam simular somente os impactos industriais ou agrícolas da produção, de forma isolada. A BVC integra a avaliação dessas duas áreas e ainda contempla os impactos de uso final do produto para gerar um levantamento completo da sustentabilidade da tecnologia em desenvolvimento”.

Bruce Dale, eleito pela Biofuels Digest a 50a personalidade mundial mais relevante da bioeconomia em 2015, escreve no prefácio do livro a ser publicado pela Springer que não há nada no mundo igual a BVC, pois ela combina “ferramentas de modelagem econômica, ambiental e social para aprimorar uma indústria existente, a do refino de cana, ao mesmo tempo em que estabelece as bases para compreender e melhorar a sustentabilidade de uma indústria emergente, a do etanol de segunda geração”. Para Dale, o CTBE está liderando no mundo a aplicação de sistemas modernos de modelagem para moldar a emergência de uma nova indústria sustentável.

Biorrefinaria virtual avalia programas de pesquisa e políticas públicas de investimentos em novas tecnologias

O livro em pré-venda mostra que os dados gerados pela BVC podem contribuir para que empresas, governos e instituições de pesquisa e fomento definam prioridades de estudo e de desenvolvimento, avaliem o sucesso de seus projetos e planejem o investimento em novas tecnologias. Segundo Marco Aurélio Pinheiro Lima, um dos editores do livro e ex-diretor do CTBE os cientistas medem o sucesso de um programa de pesquisa de acordo com o número de publicações produzidas e de citações destas em outros estudos. Inovações tecnológicas têm como parâmetro de eficácia o lucro originado pelas patentes. “Mas em um laboratório nacional que persegue determinados resultados, a lógica da ciência básica não funciona e também não se pode aguardar o tempo necessário para que uma patente gere lucro. É preciso adotar uma estratégia para a tomada de decisão no dia a dia e é isso que a Biorrefinaria Virtual possibilita”, explica Lima.

Bonomi informa que um dos resultados da BVC mais expressivos comentados no livro da Springer é o estudo feito neste ano pela sua equipe no CTBE, a pedido do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Esse mostra a evolução do custo de produção do etanol de segunda geração no Brasil dentro de diferentes cenários e mostra que este valor poderá se tornar inferior ao custo de produção da primeira geração a partir de 2020. Tal pesquisa foi apresentada este mês pelo Brasil na Conferência do Clima de Paris (COP 21) como uma ação para reduzir significativamente as emissões de gases de efeito estufa no País.

A obra a ser publicada apresenta os seguintes capítulos:

  • Chapter 1 – Background;
  • Chapter 2 – The Virtual Sugarcane Biorefinery Concept;
  • Chapter 3 – The Agricultural Production Model;
  • Chapter 4 – Biorefinery Alternatives;
  • Chapter 5 – Biorefinery Products Logistics, Commercialization and Use;
  • Chapter 6 – Sustainability Assessment Methodologies;
  • Chapter 7 – Use of the VSB to Assess Biorefinery Strategies;
  • Chapter 8 – Use of VSB to Plan Research Programs and Public Policies;
  • Chapter 9 – Final Remarks.

Artigo mais citado em 2012-2013

No último mês de novembro a editora Springer também premiou a equipe do CTBE que atua no desenvolvimento e uso da BVC com o certificado de artigo mais citado dos anos de 2012-2013 da Revista Clean Technologies and Environmental Policy. O artigo premiado possui o título Environmental and economic assessment of sugarcane first generation biorefineries in Brazil.