Relatório 2011 da Biorrefinaria Virtual de Cana-de-açúcar

Print this pageEmail this to someoneShare on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

.


.
O relatório aborda as principais atividades ligadas à construção da Biorrefinaria Virtual de Cana-de-açúcar (BVC) em 2011, bem como os principais resultados obtidos até o momento, dentre eles:

  • procedimentos e abordagens adotadas para o desenvolvimento da BVC;
  • avaliação dos indicadores econômicos e ambientais da cultura de cana;
  • plantas industriais de produção de etanol de primeira geração básicas e otimizadas (autônomas ou integradas à produção de açúcar e eletricidade);
  • flexibilidade de produção de destilarias de cana anexadas;
  • produção de sorgo sacarino integrada à cana;
  • integração da produção de etanol de primeira e segunda geração a partir da cana;
  • diferentes níveis tecnológicos para a rota bioquímica;
  • comparação entre a planta de etanol de segunda geração autônoma e a integrada às instalações de primeira (via bioquímica);
  • produção de etanol de segunda geração (rota bioquímica) integrada a um moinho de açúcar;
  • produção de butanol na destilaria de cana de açúcar por meio do caldo da planta ou de pentoses a partir da fração lignocelulósica.

Os dados utilizados nas análises da Biorrefinaria Virtual de Cana até o presente ano foram recolhidos a partir da literatura, informações fornecidas por especialistas (CTBE, indústria ou academia) ou adquirida na indústria (apenas para a primeira geração). Uma das metas dos profissionais do CTBE é validar os resultados dos simulação através das informações obtidas na indústria e na planta piloto do CTBE.