Pesquisadora

Produção de Biomassa

Camila Caldana


Print this pageEmail this to someoneShare on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

camila.caldana@bioetanol.org.br
Telefone: +55 (19) 3512 3585
Sala:

Currículo Lattes | LinkedIn

Biografia

Possui experiência em estudos multi-disciplinares da interação planta-ambiente, visando entender como as plantas integram sinais externos na regulação de seu metabolismo e crescimento. Desde 2011, lidera o grupo de Fisiologia Molecular da Produção de Biomassa Vegetal, cujo principal interesse é elucidar processos relacionados ao crescimento vegetal e produção de biomassa. Seu grupo também é responsável pelo Laboratório de Metabolômica (LabMET), uma das “facilities” disponíveis no CNPEM. Atualmente, leciona e orienta alunos dos programas de Pós-Graduação em Biologia Molecular e Genética na Unicamp e Fisiologia Vegetal na UFV (Viçosa-MG), Além de ser um grupo parceiro da Sociedade Max Planck (Alemanha).

Formação Acadêmica

2007 – 2011

Pós-doutorado em Fisiologia Molecular de Plantas.
Max Planck Institut für molekulare Pflanzenphysiologie – Alemanha.


2004 – 2008

Doutorado em Biologia Molecular de Plantas.
Postdam Universität/ Max Planck Institut für molekulare Pflanzenphysiologie – Alemanha.


 2000 – 2002

Mestrado em Biologia Molecular e Funcional.
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – Instituto de Biologia – Campinas-SP, Brasil.


1995 – 1998

Graduação em Ciências Biológicas
Universidade Estadual Paulista (Unesp) – Instituto de Biologia – Botucatu-SP, Brasil.

Áreas de Pesquisa

O acúmulo de biomassa é dirigido pelo crescimento vegetal, sendo este, determinado pelo balanço entre a disponibilidade de recursos ambientais (nutrientes, água e luz) e fatores genéticos determinantes do metabolismo de plantas. O grupo utiliza-se de ferramentas de fisiologia clássica, biologia molecular de plantas, biotecnologia, genômica funcional, bioquímica e genética para elucidação de vias especificas capazes de prover aumento da produção de biomassa. Mais especificamente, o trabalho objetiva:

  • i) acessar variação natural para identificar biomarcadores envolvidos na predição de performance de cana-de-açúcar visando maior produção de biomassa.
  • ii) identificar e caracterizar novos componentes da via regulada pela quinase “target of rapamycin” (TOR), um dos reguladores principais de crescimento vegetal;
Publicações Selecionadas e Patentes

Publicações Selecionadas

  • Caldana C, Li Y, Leisse A, Zhang Y, Bartholomaeus L, Fernie AR, Willmitzer L and Giavalisco P (2013) Systemic Analysis of inducible Target of Rapamycin mutants reveal a general metabolic switch controlling growth in Arabidopsis thaliana. Plant Journal, 73 (6): 897-909
  •  Töpfer N, Caldana C, Grimbs S, Willmitzer L, Fernie AR, Nikoloski Z (2013). Integration of Genome-Scale Modeling and Trancript Profiling reveals metabolic pathways underlying light and temperature acclimation in Arabidopsis. The Plant Cell, 25(4):1197-1211
  •  Caldana, C., Fernie, A. R., Willmitzer, L., & Steinhauser, D. (2012). Unraveling retrograde signaling pathways: finding candidate signaling molecules via metabolomics and systems biology driven approaches. Frontiers in plant science, 3.
  •  Caldana C, Degenkolbe T, Cuadros-Inostroza A, Klie S, Suplice R, Leisse A, Steinhauser D, Fernie AR, Willmitzer L and Hannah M. (2011) High-density kinetic analysis of the metabolomic and transcriptomic response of Arabidopsis to temperature and light. Plant Journal,67 (5):869-84
  •  Abdelnur P, Caldana C, Martins MCM (2014). Metabolomics applied in bioenergy. Chemical and Biological Technologes in Agriculture 1:22

Prêmios


2014 – Nomeada em 2014 Max Planck Partner Group no CTBE/CNPEM.