Clipping

Passada a euforia, E2G avança silenciosamente

NovaCana entrevista diretor do CTBE, Gonçalo Pereira
Print this pageEmail this to someoneShare on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

NovaCana, 16 de março de 2017

O Brasil está passando por um hiato de novidades sobre o andamento das usinas de etanol celulósico. Depois de viver momentos de euforia e de grandes promessas, as pedras no meio do caminho, além de adiarem as metas em relação ao E2G no país, fizeram com que as indústrias assumissem uma postura mais prudente – agora, o indicativo é de que há um avanço silencioso no desenvolvimento do etanol de segunda geração.