Notícias

CTBE recebe delegação alemã para discutir agenda de bioeconomia

Participantes do 6th Dialogue On Science, Research and Innovation, organizado pela FAPESP, foram recebidos no CTBE
Print this pageEmail this to someoneShare on Google+Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Erik Nardini Medina

O Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol, que integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CTBE/CNPEM) reuniu nesta terça, 7, membros de ministérios da Alemanha para discutir com a possibilidade de estabelecer entre os dois países uma agenda comum para a bioeconomia. A reunião contou com membros da Embaixada da Alemanha do Brasill, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Embrapa e do Parque Tecnológico Itaipu – Brasil.

Cooperação entre Brasil e Alemanha pode ser acelerada a partir de uma agenda comum em bioeconomia (Erik Nardini/CTBE/CNPEM)

As discussões apontadas pelo Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) foram norteadas pelo potencial dos dois países alavancarem as pesquisas em biocombustíveis, química verde e agricultura. O objetivo, destacaram Gonçalo A. G. Pereira e Carolina Grassi, é o de ampliar o relacionamento entre as duas nações, em prol da bioeconomia, e com isso estender seus benefícios a outros países que também poderão vir a cooperar.

O assunto, no entanto, não se esgotou na reunião organizada pelo CTBE; alguns tópicos relacionados à área de biocombustíveis e de químicos de renováveis serão discutidos com mais profundidade num segundo momento, após o 6th German-Brazilian Dialogue On Science, Research and Innovation, que acontece na FAPESP, em São Paulo, no dia 8 de novembro. O CTBE será representado pelo coordenador da divisão molecular do Laboratório, Mario Murakami.

Participaram, ainda, diretores do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) e do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio). Os visitantes também aproveitaram para conhecer as instalações do CNPEM e os experimentos do CTBE, dentre os quais o jardim varietal do Laboratório com variedades de cana-de-açúcar e cana-energia.